Como pode ter um aquecimento global se está tão frio?

Como pode ter um aquecimento global se está tão frio?

julho 29, 2021 0 Por Paulo Lombardi

Você já ouviu alguém no meio de uma onda de frio falar algo como: “Como pode ter um aquecimento global se está tão frio?”. Os meteorologistas já ouviram muitas vezes perguntas como essa, então hoje nós vamos explicar porque usar uma onda de frio para refutar o aquecimento global é um argumento que NÃO PROCEDE.

Primeiro, vamos entender o que é o aquecimento global. Este nome foi atribuído ao aumento da temperatura MÉDIA do planeta Terra que começou a acontecer principalmente após as revoluções industriais, com as emissões de grandes quantidades de gases de efeito estufa. O efeito estufa em si é um fenômeno benéfico por manter a temperatura média da Terra em valores que permitam a vida que conhecemos hoje, mas a intensificação deste efeito estufa não é bom e é o que causa o aquecimento global.

Não podemos ter dúvidas de que o efeito principal do aquecimento global é, sim, fazer com que as ondas de calor fiquem cada vez mais fortes, frequentes e duradouras e também fazer com que a temperatura média aumente de forma geral. Mas isso não significa que esta é a única consequência e nem que o frio vai desaparecer. Na verdade, o aumento da temperatura média do planeta deve causar efeitos climáticos totalmente diversos. Mais secas, mais inundações, mais tempestades, o aumento do nível do mar… Tudo isso é esperado. E em alguns casos, até a intensificação do frio pode ocorrer. É por isso que alguns meteorologistas optam por utilizar o termo “mudanças climáticas” ao invés de “aquecimento global”, justamente porque a atmosfera esquentar não é só o que se espera.

Então é isso: o frio continua ocorrendo mesmo com aquecimento global. Mesmo que a temperatura média suba e que as ondas de calor estejam mais fortes, as ondas de frio ainda vão continuar ocorrendo e em alguns momentos elas podem ser bem fortes. Na verdade, há estudos que apontam que em alguns locais da Europa, por exemplo, ainda que a temperatura média esteja aumentando, os extremos de baixas temperaturas estão menores agora do que antes! Ou seja, a intensificação das ondas de frio pode até ser uma consequência do aquecimento global em alguns raros casos!

A mensagem que fica é: a existência de um aquecimento global não implica desaparecimento do frio e nem a impossibilidade de um frio muito intenso. O que se espera aqui pra nós no Brasil, é apenas que o frio fique, EM MÉDIA, menos intenso e frequente. Mas, sim, ele ainda pode ocorrer. E vai ocorrer.

E vale ressaltar uma coisa antes de terminar: nunca, em hipótese alguma, o aquecimento global pode ser visto como vantagem. JAMAIS. As pessoas são livres para preferir o calor ao frio, mas comemorar o aquecimento global (ou mesmo a ilha de calor urbana) porque vai ficar mais quente é uma atitude egoísta. Tem muito mais coisa em jogo do que a piscina, a praia e o banho de sol. O aquecimento global e as mudanças climáticas são faces de uma crise mundial que precisa ser combatida o quanto antes.