O que é um ciclone extratropical? E o que é um ciclone bomba?

O que é um ciclone extratropical? E o que é um ciclone bomba?

maio 31, 2021 0 Por Beatriz Silva

Sempre a gente ouve na TV falar sobre ciclones. Como não conhecemos direito, pode bater “um medinho” quando o assunto surge a tona. Mas será que ciclones são tão perigosos assim?

É sobre isso que vamos falar hoje!

Primeiramente, vale lembrar que existem três tipos de ciclones. Um deles é o ciclone extratropical, muito comum no Brasil, principalmente no outono e no inverno.

O ciclone extratropical tem esse nome porque ele se forma fora das regiões tropicais. É um dos maiores fenômenos meteorológicos, com centenas de quilômetros de diâmetro.

O ciclone extratropical é uma área de baixa pressão atmosférica, que em meteorologia significa uma região propícia para a formação de nuvens de chuva.

Este ciclones se formam a partir de perturbações em altos níveis da atmosfera, juntamente com o encontro de duas massas de ar, uma quente e úmida e outra fria e seca.

Esses ingredientes e mais alguns outros detalhes fazem com que a pressão atmosférica caia e os ventos girem em sentido horário aqui no hemisfério sul, deixando o ciclone em um formato de espiral.

Após ele se formar, a tendência é que ele se desloque cada vez mais para o oceano até se desfazer.

Aqui na nossa região, os ciclones extratropicais costumam se formar no oceano, geralmente entre a Argentina, Uruguai e Sul do Brasil. Mas ele também pode se formar no continente.

Um ciclone extratropical é chamado de ciclone bomba ou ciclone explosivo quando essa queda de pressão é muito grande em um período muito curto.

Os ciclones extratropicais podem provocar rajadas de vento de mais de 100 km/h, além de agitação marítima. Também podem provocar fortes tempestades!

O bom é que os meteorologistas conseguem prever este tipo de fenômeno com antecedência! Então, fique sempre atento a previsão do tempo para se manter em segurança e não ser pego de surpresa.