Sol é o grande destaque do Dia Meteorológico Mundial

Sol é o grande destaque do Dia Meteorológico Mundial

março 23, 2019 0 Por Beatriz Silva

Ah, o sol! Tem quem ame e quem odeie. Quem peça para ele não esquecer e aqueles que são esquecidos durante meses por causa da localização no globo terrestre. Inspiração para poesias, músicas, filmes e outras formas de arte, o sol tem uma grande relevância no nosso dia a dia e muitas vezes nem percebemos a sua importância. Ele é o responsável pela produção da vitamina D no nosso organismo, ajuda a diminuir o risco de depressão, melhora a qualidade do sono e ainda ajuda a prevenir doenças. A energia do sol é responsável pela vida e, sem ele, provavelmente nem estaríamos aqui.

Hoje, 23 de março, é comemorado o Dia Meteorológico Mundial. A data faz referência a criação da Organização Meteorológica Mundial, em 1950, e todo ano é proposto um assunto para reflexão. Em 2019 o tema é “O Sol, a Terra e o Tempo”. A meteorologia ajuda a fazer medições relacionadas ao sol com a ajuda de instrumentos como o Piranômetro, que permite medir a radiação solar em superfície, e o Heliógrafo, para observar a quantidade de horas de sol em um determinado local. Por meio desses dados conseguimos aproveitar melhor a luz solar e também nos proteger dos efeitos nocivos.

Localizado a quase 150 milhões de quilômetros, o Sol tem um diâmetro 109 vezes maior que o da Terra e em seu núcleo a temperatura é de cerca de 15 milhões de graus Celsius. Aqui na Terra, parte da radiação emitida pelo sol é absorvida pela atmosfera (cerca de 70%), enquanto o restante é refletido. A camada de Ozônio, por exemplo, ajuda a filtrar os raios Ultravioletas que são nocivos à saúde.

Parte do calor emitido pelo sol é aprisionado na atmosfera por meio de um fenômeno natural conhecido como efeito estuda, provocado por gases como dióxido de carbono, metano, óxido nitroso e vapor d’água. Sem esse efeito natural a temperatura média na superfície da Terra seria de -18ºC, em vez dos 14ºC que temos atualmente.

Cientistas observam que, desde a Revolução Industrial, a temperatura na Terra tem aumentado. Segundo a Organização Meteorológica Mundial, os 20 anos mais quentes registrados foram nos últimos 22 anos, com os quatro primeiros nos últimos quatro anos. Esse fato, no entanto, não tem a ver com o Sol:  medições feitas por satélites mostram que não houve aumento na produção de energia solar nos últimos anos. O que ocorre é a ação do ser humano, que emite gases como o dióxido de carbono e, assim, amplia o efeito estufa. As consequências para a humanidade podem ser catastróficas se as temperaturas continuarem aumento rapidamente nos próximos anos: ondas de calor, tempo severo com mais frequências, seca em outras regiões, desencadeando problemas como falta de água e de alimentos.

Atualmente, vemos pessoas negando a existência das mudanças climáticas, o que prejudica as ações para combater o problema. Neste momento, o que precisa ser feito é promover a sustentabilidade, de forma a proteger o planeta e as futuras gerações. O sol também pode nos ajudar, por exemplo, com a produção de energia, uma vez que os custos com a energia solar e os subsídios nos Países estão estimulando o seu crescimento.  Só com iniciativas que priorizem o meio ambiente conseguiremos garantir um futuro bom para todos.

 

O texto foi feito com base nas informações do site oficial do Dia Meteorológico Mundial